8 jogadores de futebol brasileiro famosos que jogaram na índia e ninguém sabia

Na Índia, o futebol não é o esporte mais popular como na maioria dos outros países do mundo. Por isso mesmo, o futebol indiano não é tão bom, do ponto de vista técnico ou de títulos. Então, muitos brasileiros acabam indo para lá para fazer sucesso – e ganhar dinheiro.

Há um grande histórico de jogadores brasileiros veteranos que foram tratados como reis nesse país tão curioso. Aliás, esse é mais um dos mercados que se abre para o brasileiro que gosta de jogar futebol e não encontra oportunidades na Europa ou em outros lugares.

Foto: (reprodução/internet)

Os futebolistas brasileiros na Índia

Antes de começar a lista é legal você considerar que não são apenas brasileiros famosos que vão jogar na Índia, está bem? Há jogadores de futebol de outros países que também fazem sucesso por lá. E temos ótimos exemplos para contar um pouco sobre isso.

Foto: (reprodução/internet)

A partir do próximo tópico, a gente vai falar dos brasileiros que passaram por lá. Porém, antes disso, veja essa lista com nomes de jogadores estrangeiros que também tiveram o momento na Índia, nos mais variados clubes de á, especialmente, no Goa, Chennayin e Kerala:

  • Roberto Pirés (Inglaterra) – disputou 8 jogos pelo Goa em 2014;
  • Stiven Mendonza (Colômbia) – jogou no Chennayin entre 2014-2015;
  • Alessandro Nesta (Itália) – jogou somente 3 vezes pelo Chennayin em 2015;
  • Marco Materazzi (Itália) – atuou e treinou o Chennayin em 2015;
  • Wes Brown (Inglaterra) – se aposentou no Kerala em 2018;
  • Robbie Keane (Inglaterra) – se aposentou no Atlético Kolkata em 2018;
  • Dimitar Berbatov (Inglaterra) – se aposentou no Kerala em 2018.

E agora sim vamos à listagem dos brasileiros que passaram e marcaram época na Índia. Note algumas curiosidades, como o fato do nome “Zico” aparecer em várias situações. Mais no fim do texto, a gente explica isso melhor. Vamos lá!

1 – André Santos (2014)

Esse é um daqueles jogadores brasileiros que fez sucesso no nosso país, mas de forma curta. O André Santos jogou muito bem na lateral-esquerda do Corinthians na sua primeira passagem. E teve ainda sucesso no Flamengo.

Foto: (reprodução/internet)

Mas, o que pouca gente sabe é que também compôs o elenco do FC Goa junto com outros brasileiros, como o Léo Moura. Assim, ele disputou 12 jogos e marcou 4 gols.

E se você está se perguntando por onde ele ainda, saiba que ele anunciou a aposentadoria em 2018, quando fez as últimas partidas pelo Figueirense. Após a Índia, ele passou ainda pela Suíça e Turquia antes de retornar ao Brasil.

2 – Elano (2014 e 2015)

Outro jogador brasileiro que fez sucesso no futebol indiano foi o Elano. Aliás, vale considerar que na época que esteve lá, ele apareceu na mídia por apresentar o seu armário com todo o vestuário e a cultura local.

Foto: (reprodução/internet)

Os chinelos e as bermudas ficaram de lado para que fossem usados os trajes tópicos do lugar. Para quem não se lembra, o jogador esteve no Chennayin entre 2014 e 2015 e disputou 39 jogos marcando 20 gols em solo indiano.

3 – Chicão (2015)

O zagueiro que ficou famoso no Corinthians também foi para a Índia. Inclusive, ele apareceu na mídia quando estava no clube que tinha o Roberto Carlos como treinador – vamos falar disso mais adiante.

Foto: (reprodução/internet)

Isso porque naquele dia, todos do time estavam em um hotel quando um terremoto de 7,5 graus da escala Richter atingiu a cidade. Todos foram atendidos rapidamente e apesar do aperto não sofreram lesões ou gravidades.

4 – Roberto Carlos (2015)

O fato mais curioso do Roberto Carlos na Índia foi que ele assumiu o papel de treinador do próprio time – tamanha é a consideração dos indianos pelo futebol brasileiro. Isso foi quando ele esteve no Delhi Dynamos.

Foto: (reprodução/internet)

O ex-atleta do Real Madrid podia fazer quase tudo o que quisesse no clube. Porém, não podemos deixar de falar que sem ritmo de jogo, ele era mais técnico do que propriamente um jogador do elenco principal naquele momento.

5 – Léo Moura (2015-2016)

A história do Léo Moura na Índia é bem legal porque ele foi até chamado de “Messi Brasileiro”. O jogador que saiu do Flamengo convenceu o Goa, o seu clube daquele momento, que a sua contratação valeria a pena.

Foto: (reprodução/internet)

O clube era comandado por Zico e o lateral passou a jogar de meia e tinha tanta moral com os torcedores que ganhou o apelido do maior jogador de futebol do mundo naquele ano, o Lionel Messi. Um dos jogos mais marcantes para ele foi contra o Kerala Blasters.

6 – Reinaldo (2015-2016)

Assim como a passagem do Léo Moura durou menos do que dois anos pela índia, a do ex-atacante Reinaldo foi bem parecida.

Foto: (reprodução/internet)

Ele já havia jogado pelo São Paulo, Flamengo e Botafogo quando decidiu ir para o outro lado do mundo. Lá foi contratado pelo Goa, sendo que teve duas passagens entre esses anos, o que totalizou 17 jogos e 7 gols no currículo.

7 – Lúcio (2015-2017)

O zagueiro que esteve na seleção brasileira durante o pentacampeonato jogou na Índia. Aliás, em um clube que já teve vários brasileiros, o FC Goa. Na época, ele foi treinado por um brasileiro, o Zico.

Foto: (reprodução/internet)

Com isso, entre os anos de 2015 e 2017, o Lúcio jogou 19 vezes pelo Goa.

8 – Richarlyson (2016)

Se você observar bem vai ver que entre 2014 e 2016 muitos brasileiros foram para o futebol indiano. E isso se deve sim ao fato de o Zico estar lá e indicar ao país uma série de jogadores daqui. O caso de Richarlyson é próximo disso.

Foto: (reprodução/internet)

O jogador do São Paulo foi para o Goa quando o Zico treinava o time, no ano de 2016. Ele fez 12 gols com a equipe e marcou um único gol em solo indiano.

Os prêmios quase que inacreditáveis

O que pouca gente sabe, aliás, é que por lá dá para ganhar prêmios por ter corrido mais ou driblado mais. O Lúcio, por exemplo, ganhou 25 mil rúpias por ter sido o jogador que mais correu em uma partida. Já o Léo Moura ganhou 21 mil rúpias por ter sido o maior driblador.

Foto: (reprodução/internet)

Agora, o prêmio maior que esses jogadores tiveram, em sua maioria, foi ter sido treinado por ninguém menos do que o Zico, que foi bronze na Copa do Mundo de 1978 e na Copa América de 1979 com a seleção brasileira. Veja um pouco mais da história dele na Índia.

O Zico como treinador

Como jogador de futebol, a carreira do Zico foi marcada pelo Flamengo e Seleção. Mas, ele também jogou no Udinese (Itália) e no Kashima Antlers (Japão). Após isso, com a aposentadoria anunciada em 1994, ele se tornou técnico, logo em 1998.

Foto: (reprodução/internet)

Fez parte da comissão técnica da Seleção antes de assumir o comando do Kashima, lá no Japão. Depois, criou o próprio Centro de Futebol no Rio de Janeiro, o CFZ. Até que foi convidado para treinar a seleção japonesa de futebol.

A partir disso, com 4 anos de histórico na seleção oriental, ele começou a assumir outros clubes grandes, como Fenerbahçe (Turquia), Bunyodkor (Uzbequistão), CSKA (Rússia), Olympiakos (Grécia), a seleção do Iraque, o Al-Gharafa (Qatar), o FC Goa (Índia) e Kashima.

O Zico na Índia

Sendo assim, antes de voltar ao Kashima Antlers, que é o clube que o Zico comanda até hoje, ele teve uma passagem de dois anos pelo Goa, da Índia. Isso foi entre 2014 e 2016. Inclusive, explica o motivo de termos tantos brasileiros lá nesses anos.

Foto: (reprodução/internet)

A contratação foi feita em setembro de 2014 com um projeto focado em difundir o esporte brasileiro pelo mundo – exatamente como ele havia feito no Japão, só que agora na Índia. O clube anunciou assim: “A Lenda está aqui, seja bem-vindo Zico”.

Na primeira temporada, ele levou o Goa, que era um clube pequeno à semifinal da Superliga Indiana. E após três temporadas, ele deixou o clube em janeiro de 2017. Curiosamente, o Goa é um clube muito novo, sendo de 2014 e vamos contar um pouco sobre ele abaixo.

O FC Goa

O Football Club Goa é um time de futebol indiano sediado em Goa e que joga a Indian Super League, que é a primeira divisão do futebol indiano. É considerado o primeiro clube indiano a se classificar para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Foto: (reprodução/internet)

Isso foi em 2021, quando o clube fez parte do Grupo E, onde disputou partida com o AL Rayyan (Catar) e Persépolis (Irã), além do Al Wahda (Émirados Árabes). O Zico foi o primeiro dirigente do clube e contou com nomes de peso no elenco, como os já citados aqui.

Na primeira temporada, o time conseguiu um incrível 2º lugar na tabela final do nacional. Após a saída de Zico, quem assumiu foi Sergio Lobera. Atualmente, quem comanda o clube é o técnico Juan Ferrando.

Os títulos do Goa

Apesar de o Zico não ter vencido com o Goa, ele deu o pontapé inicial para estruturar um clube que viria a ser campeão.

Isso aconteceu na temporada de 2019-2020, quando o Goa foi o campeão da Super League Indiana. Em 2019, também venceu a Supercopa e a Copa Polícia de Goa, que é regional.