Conheça os 6 esportes mais famosos na Grécia Antiga

É provável que você já tenha ouvido dizer que os Jogos Olímpicos foram criados no século VIII a.C na Grécia Antiga, certo? Porém, de lá para cá muita coisa mudou. Só que alguns esportes continuam ativos, acredita? A gente listou os 6 mais famosos daquela época, confira!

Ah, e por curiosidade, saiba que na Grécia Antiga as Olimpíadas eram dedicadas a cultos religiosos para Zeus. Há até um mito sobre o fato de que Hércules (filho de Zeus) havia inaugurado o festival dos jogos em Olímpia para celebrar o seu sexto trabalho.

Foto: (reprodução/internet)

As origens dos esportes na Grécia Antiga

Atualmente, muitos estudiosos têm dedicado seus tempos para aprender e descobrir sobre os esportes dessa época antiga. Eles acreditam que o templo de Olímpia foi o primeiro lugar que recebeu a prática dos esportes entre os homens – falaremos disso mais abaixo.

Foto: (reprodução/internet)

Assim, tudo acontecia quando Cronos era o rei dos titãs. Ou seja, estamos falando do período chamado de Idade de Ouro. Já quando a deusa Reia deixou Zeus aos cuidados dos irmãos, o mais velho derrotou os outros em uma corrida e foi coroado com um ramo de oliveira.

Dizem que a partir disso nasceu os esportes, sendo a corrida o primeiro deles. Já sobre Olímpia, esse era o lugar que funcionava como santuário de Zeus e tinha mármore cristalizado, da região do Peloponeso. O núcleo era Átlis, um bosque sagrado.

Os 6 esportes comuns na Grécia Antiga 

Antes de citarmos cada um desses esportes é bem legal falar que naquela época somente os homens participavam das provas olímpicas. Sendo assim, bárbaros (estrangeiros), mulheres e escravos ficavam de fora – e também não podiam assistir dos estádios.

Foto: (reprodução/internet)

Inclusive, há vários relatos na história de mulheres que se vestiram de homens para poderem entrar nos ginásios e verem seus filhos ou maridos disputando as provas, sejam corridas ou lutas ou outras modalidades, como veremos a partir do próximo tópico.

1 – Corridas

Talvez você ache que o stádion não existe mais, só que é ai que você se engana. O que não existe é o nome, que mudou e se adaptou, mas as corridas são bem comuns hoje em dia, não acha? Aqui há uma curiosidade que vale a pena ser comentada também, veja só.

Foto: (reprodução/internet)

Stádion foi o nome dado para a corrida de velocidade entre atletas. Ela acontecia em torno do estádio de Olímpia, que tinha praticamente 192 metros. Tinha ainda a díaulos, que era a mesma corrida, porém, feita em duas voltas, dobrando o percurso. 

Já dólikhos era uma corrida em volta do estádio, só que variando entre 7 e 24 vezes, chegando a mais de 4 mil metros ou 4 quilômetros. Hoplitodromía era uma corrida com armadura de soldado. E lampapedromía era a corrida com a tocha acessa em um revezando de atletas. 

2 – Saltos

Havia também uma opção do que hoje chamamos de saltos em distância. Naquela época, o nome usado era o de pédema. As regras eram bem parecidas com as que temos hoje em dia: os atletas tinham que executar um salto a uma determinada distância, o mais longe possível.

Foto: (reprodução/internet)

Para isso, como acontece hoje, eles podiam usar a propulsão da corrida e de uma espécie de “altar”, que hoje é como um local limite para o salto. 

3 – Arremessos

As provas de arremessos também eram famosas naquela época, mas, óbvio, com as devidas características da época. Sendo assim, os lançamentos podiam ser de discos, o que recebia o nome de dískos. Portanto, temos uma modalidade atual que vem desde a Grécia Antiga

Foto: (reprodução/internet)

O objetivo era o de lançar discos, que na época eram de pedra ou metal polido e pesavam 5 quilos. Outra opção era o arremesso de dardo, o que era chamado de akón, que também está presente nos nossos Jogos Olímpicos atuais. Era uma opção vinda do uso das lanças.

As lanças, naquela época, eram bastante comuns em caçadas e guerras. E nas provas olímpicas, os atletas deveriam lançar o dardo, que tinha cumprimento de 1,70 metros, no centro de um círculo, sendo bons não apenas em força, mas também na mira. 

4 – Pentatlo

Esse nome sim é bem mais conhecido por você, não é mesmo? Tanto é que ele se manteve desde essa época. Há várias curiosidades sobre ele e vamos contar um pouco agora mesmo. A prova nada mais era do que a inclusão de 5 tipos de atividades em um só percurso.

Foto: (reprodução/internet)

Assim, acredita-se, conforme estudos, que as modalidades escolhidas eram de salto, lançamento de disco, lançamento de dardo, corrida e a luta. Mas, outros estudos dizem que houve mudanças no tempo, substituindo o salto e o lançamento de disco.

No lugar, entram o pugilato e o pancrácio. O primeiro era uma luta com os punhos, algo muito próximo do boxe que temos hoje em dia. O outro era um tipo de luta também, mas muito mais próximo do MMA que temos disponível hoje em dia. Falaremos mais deles abaixo.

5 – Lutas

Nos Jogos de hoje, as lutas ainda existem. Porém, elas estão divididas em vários formatos que visam mais a cultura das nações e do esporte, como é o judô e o karatê. Naquela época, na Grécia Antiga, elas estavam mais para o MMA. Vamos explicar.

Foto: (reprodução/internet)

Eram 4 os tipos de lutas mais comuns nos jogos daqueles tempos. O pále era uma luta de golpes diretos, valendo socos e chutes. Era possível lutar com força, agarrões e o objetivo era levar o adversário ao chão. O pýgme era uma luta com punhos, como o boxe no futuro.

Já o pugilato era uma das práticas mais antigas, que tem a ver com o mito de Teseu e do Minotauro em Creta. E o pancrácio era o que chamamos de MMA hoje. Ou algo bastante parecido. Por isso, era a luta mais violenta da época, onde valia praticamente tudo.

6 – Corridas de Carros

Nos Jogos Olímpicos atuais as corridas de carro não estão presentes. Afinal, elas possuem suas próprias competições, que também são internacionais e acontecem o ano todo. De todo modo, na Grécia Antiga, a gente tinha uma corrida de cavalos que eram usados em guerras.

Foto: (reprodução/internet)

Mas, eram corridas de carro ou de cavalo? Na verdade, eram corridas de carroça, se a gente levar mais à prática. Assim, elas eram divididas em duas opções. As brigas eram tracionadas por dois cavalos e as quadrigas por 4 animais. Ou seja, eles faziam a tração do veículo. 

Assim, os melhores competidores e os mais vencedores eram os que conseguiam usufruir dos melhores equipamentos, dos melhores cavalos e aguentar por mais tempo, já que eram corridas bem longas. Era uma prática somente pertencente aos ricos da Grécia Antiga. 

As olimpíadas na Grécia Antiga

Já nessa última parte do texto, vamos trazer alguns pontos históricos que são bem interessantes. Saiba que Olimpíadas é o evento que reuniu as cidades da Grécia Antiga e que tinham uma homenagem focada no deus grego, Zeus. 

Foto: (reprodução/internet)

Elas aconteceram desde 776 a.C e foram inspiradas em lendas, como a de Hércules, além de outras mitologias. Após a primeira edição, que ficou chamada como Jogos Olímpicos da Antiguidade, houve o decreto de que o evento aconteceria a cada 4 anos, em julho. 

Se na primeira edição tivemos apenas a prova de corrida simples, o stádion, saiba que depois novas modalidades foram incluídas. Mas, até 472 a.C, as provas aconteciam em um único dia, chegando a acontecer em 5 dias nos anos seguintes. 

Os dias das provas

Uma curiosidade legal que vale a pena ser comentada aqui é que mesmo quando acontecia em 5 dias sequências, o evento tinha uma ordem para acontecer. Ou seja, no primeiro dia havia o sacrifício aos deuses e a cerimônia de abertura. 

Foto: (reprodução/internet)

No segundo dia, eram as provas para efebos, como corridas, lutas e pentatlo. Já no terceiro dia, a gente tinha as provas para adultos, sendo as mesmas do dia anterior. No quarto dia, haviam as provas equestres, o pentatlo e as corridas com armas. 

E no último dia, a gente tinha a cerimônia de encerramento, a proclamação dos heróis e os novos sacrifícios. 

O fim dos jogos olímpicos originais

Essa sequência original dos Jogos Olímpicos da Grécia Antiga acabou durante o império romano de Teodósio I, em 393. Isso porque ele tinha como objetivo impor o cristianismo como religião local. Mas, por sorte de todos nós, os Jogos voltaram a acontecer mais tarde.

Foto: (reprodução/internet)

Isso aconteceu já no fim do século XIX, sendo que novas modalidades foram incorporadas e houve também a inclusão de competidores de praticamente todo o mundo e não apenas da Grécia, chegando bem próximo ao que temos hoje como Jogos Olímpicos modernos. 

As novas modalidades para a próxima edição das Olimpíadas

Enquanto a gente tinha um agrupamento de corridas, saltos, lutas e pentatlo na Grécia Antiga, considere que hoje em dia a variação é muito maior. E para a próxima edição, o Comitê dos Jogos Olímpicos já informou que mais 5 modalidades serão adicionadas.

A partir de agora, nós também vamos contar com o skate, o surfe, o caratê, a escalada e o beisebol. Assim, há uma soma total de 33 esportes disponíveis a partir de agora.