As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA

No futebol, zebra é o nome dado para um clube que vence uma partida na qual todo mundo (ou a maioria) aposta que o vencedor seria o outro clube. Portanto, considere que os nomes citados abaixo são bastante surpreendentes.

Assim, você não vai encontrar os famosos Real Madrid, Atlético de Madrid, Barcelona, Chelsea, entre outros. Mas vai ver nomes de clubes asiáticos, da Oceania e da África que pouco conhece. Aliás, que é pouco conhecida, né. Confira quais foram as 10 maiores zebras.

As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA
Foto: (reprodução/internet)

10 – Kashima Antlers (Japão) – 2016

O ano de 2016 foi muito marcante para o futebol da Ásia. Isso porque foi a primeira vez que um clube asiático subiu no pódio no Mundial de Clubes da FIFA. O clube perdeu a final para o Real Madrid, na prorrogação. Porém conseguiu um vice-campeonato incrível.

Curiosamente, o clube só estava lá porque foi convidado ao ser o campeão da J-League e representar o país-sede do campeonato. No mesmo ano, ainda ficou com o 2º lugar da Copa Suruga Bank. 

Mas o que mais impressiona é que os japoneses passaram pelo Auckland, da Nova Zelândia. Depois, pelo Mamelodi, da África do Sul. E goleou por 3 a 0 o Atlético Nacional, da Colômbia. Assim, chegou na final com moral, mas não deu para vencer o Real Madrid

9 – Internacional (Brasil) – 2006

A gente vai falar desse clube que muita gente diz que não foi nenhuma zebra. Ainda assim, mesmo que o clube brasileiro tivesse no elenco atletas como Alexandre Pato e Luiz Adriano, saiba que vencer o Barcelona, da Espanha, é uma odisseia. 

No entanto, do outro lado, o Barça vinha sendo a maior equipe de futebol do mundo, contando com Ronaldinho Gaúcho, que era o melhor jogador daquele ano. No entanto, o gol do Adriano Gabiru levou o Inter ao primeiro mundial da FIFA.

Portanto, ainda que os clubes brasileiros e tantos outros sul-americanos tenham fama em competições internacionais, o que se sabe é que jamais se esperava que o Inter chegaria tão longe naquele ano. Mas ele chegou.

8 – Saprissa (Costa Rica) – 2005

Essa talvez não seja uma história assim tão surpreendente. Mas um clube da Costa Rica ficar em 3º lugar em um Mundial de Clubes é uma façanha e tanto, né. O Deportivo Saprissa foi para o Mundial porque venceu a Liga dos Campeões da Concacaf de 2004. No primeiro jogo, venceu um time Australiano (Sydney).

Depois, perdeu para o Liverpool e na disputa da 3ª posição venceu o Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Esse foi o melhor resultado internacional do clube costarriquenho. Mas, dentro do seu continente, ele tem 5 Interclubes da UNCAF e 3 Liga dos Campeões da Concacaf. Atualmente, é o recordista do campeonato nacional, com 35 títulos. 

7 – Al-Ahly (Egito) – 2006

A história do Al-Ahly é muito próxima do Saprissa. Ou seja, ele não é um clube pequeno. Porém tem pouca história no Mundial. Aliás, tinha. Isso porque a partir de 2006, quando conseguiu uma incrível 3ª posição no campeonato, o time vem ganhando força. 

Tanto é que conseguiu a mesma colocação em 2020. Mas, até hoje, o seu principal título é um Campeonato Afro-Asiático de Clubes, que veio em 1989. Já a Liga dos Campeões da África ele venceu 9 vezes

Já sobre o Mundial de Clubes de 2006, ele venceu o Auckland, da Nova Zelândia, na partida inicial e perdeu para o Internacional, do Brasil, que foi o campeão daquele ano. Então, foi disputar a 3ª posição e venceu o América do México.

6 – Al-Ain (Emirados Árabes Unidos) – 2018

Faz algum tempo que os clubes dos Emirados Árabes têm ganhado destaque no assunto do futebol, ainda mais em competições mundiais. No ano de 2018, por exemplo, o Al-Ain chegou na final e perdeu para o Real Madrid, da Espanha. 

As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA
Fonte: (Reprodução/internet)

O clube foi convidado por ser o campeão do país-sede. Só que o que não era de se esperar é que vencesse o Team Wellington, da Nova Zelândia, logo no jogo de início. Depois, ainda passou pelo clube da Tunísia, o Espérance de Tunis, por uma goleada de 3 a 0.

Já na semifinal é que vem a grande surpresa: o clube do país-sede venceu o famoso River Plate, da Argentina, nos pênaltis. E perdeu só na final para o Real Madrid. Sem dúvidas, esse foi o melhor resultado do clube, que tem uma Liga dos Campeões da Ásia e uma Copa do Golfo.

5 – Al-Sadd (Qatar) – 2011

Em 2011 também tivemos uma zebra, com o nome de Al-Sadd. O clube foi chamado para a competição porque venceu a Liga dos Campeões da Ásia daquele ano. Só que o convite foi muito bem aceito, tanto é que o clube venceu o Espérance, da Tunísia no primeiro jogo.

As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA
Fonte: (Reprodução/internet)

Depois, pegou o forte Barcelona, da Espanha. Com a derrota, foi disputar o 3º lugar com o Kashiwa Reysol, que representava o país-sede da competição. Com a vitória nos pênaltis, o país asiático conseguiu um resultado incrível, sendo o melhor do seu país. 

O clube só tem dois títulos continentais, sendo o de 2011, citado aqui e outro de 1989. Apesar disso, é o clube mais bem-sucedido do país e já contou com jogadores famosos, como Raul e Xai da Espanha, além de Romário e Emerson Sheik do Brasil. 

4 – Raja Casablanca (Marrocos) – 2013

O Raja estava ali por um motivo. Ele era o campeão do país-sede e, além disso, um dos clubes mais fortes de toda a África. No entanto, jogaria contra o forte Atlético Mineiro, do Brasil, que tinha no elenco o Ronaldinho Gaúcho, por exemplo. 

As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA
Fonte: (Reprodução/internet)

Surpreendentemente, o Raja venceu por 3 a 1 e escreveu uma linda história para o Marrocos. Assim sendo, além de títulos regionais e nacionais, o Raja também possui os continentais, como a Liga dos Campeões da CAF, a Copa das Confederações da CAF, a Copa da CAF, etc.

Já em termos intercontinentais, o melhor resultado é de 1998, quando venceu o Campeonato Afro-Asiático de Clubes. No Mundial, ele tem 2 participações, sendo finalista em 2013, quando passou pelo clube brasileiro. Ele perdeu a final para o Bayern de Munique por 2 a 0.

3 – Auckland City (Nova Zelândia) – 2014

Em 2014, o time da Oceania, chamado Auckland, surpreendeu o mundo ao vencer o argelino Sétif. Sim, o Sétif também não tinha tanta fama assim, porém, por ser um clube africano se esperava muito mais dele. 

As 10 maiores zebras do Mundial de Clubes da FIFA
Fonte: (Reprodução/internet)

Foi assim que o Auckland chegou à sua primeira semifinal de Mundial de Clubes, vencendo o argelino por 1 a 0. O gol foi marcado por Irving. Já na semi, o Auckland perdeu para o San Lorenzo, da América do Sul. 

Entre os títulos mais importantes, o Auckland tem a Copa dos Presidentes da OFC de 2014, a Liga dos Campeões da OFC (9 vezes) e os títulos nacionais. Além disso, participou de várias edições do Mundial de Clubes, sendo que a 3ª posição em 2014 foi a melhor participação

2 – Necaxa (México) – 2000

O ano de 2000 foi surpreendente em termos de Mundial de Clubes. Vamos explicar os motivos. O Manchester United até então o campeão da Europa e do mundo. Já o Necaxa era o campeão da Concacaf (Libertadores). No fim do jogo, o Manchester conseguiu o empate. 

E isso nem foi tudo o que aconteceu de bom com o Necaxa, viu. Isso porque na disputa pelo terceiro lugar, o clube mexicano empatou de novo em 1 a 1, só que agora com o Real Madrid. Nos pênaltis, o clube sul-americano venceu e conseguiu o melhor resultado da história. 

Além desse 3º lugar no Mundial de 2000, o clube ainda tem um 2º lugar na Concacaf de 1996, um 4º da Copa Merconorte de 2001 e chegou às 8ª de finais da Copa Libertadores em 2007. Ou seja, foi a primeira equipe do México a chegar no mundial da FIFA. 

1 – Mazembe (Congo) – 2010

Como você pode ter notado, alguns clubes africanos são os que mais se tornaram vítimas das zebras do Mundial de Clubes. E essa história se repetiu em 2010 e, para muitos, foi a maior zebra de todos os tempos. Perdendo a final para o Internazionale, da Itália. 

O Mazembe venceu o Inter por 2 a 0, sendo que o Inter já era um campeão do mundo. E o grande destaque tem a ver com como o clube do Mazembe se comportou: de forma muito corajosa. Assim, Kabangu e Kaluyituka marcaram para os vencedores. 

Nesse ano, o clube ficou com o vice-campeonato Mundial, registrando a sua melhor marca na competição. Ele também tem dois vices em Liga dos Campeões CAF, sendo em 1969 e 1970. Eles voltaram a disputar o Mundial em 2015, ficando na 6ª posição. 

Como são escolhidos os clubes participantes do Mundial

Agora você pode ter ficado com uma dúvida: como os clubes se classificam para o Mundial? Saiba que o país anfitrião pode dar a chance ao seu campeão nacional. Depois, vem o campeão da Liga dos Campões da CAF (África), da Libertadores (América do Sul) e Concacaf (Américas).

Para fechar a lista, ainda temos o campeão da Liga dos Campeões da UEFA (Europa), da Liga dos Campeões da AFC (Ásia) e da Liga dos Campeões da OFC (Oceania). Ou seja, todos os continentes possuem representantes nesse Mundial.