Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi é um dos nomes mais famosos do MotoGP. No fim de 2020, ele encerrou o vínculo com a Yamaha Factory Racing Team, onde conquistou 56 vitórias e 4 títulos de MotoGP. O futuro de Rossi já está determinado: Petronas. 

Valentino é o único piloto que conseguiu conquistar os títulos da 125, 250, 500 e da MotoGP. Ele será substituído por Fabio Quartaro, que estava justamente no Petronas. O francês vai para a Yamaha onde ficará, conforme contrato, por 2 temporadas. 

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

A história de Rossi na Yamaha

Antes de a gente falar dos momentos mais marcantes do Rossi pelo time da Yamaha, vamos considerar a história dele nesse esporte de alta velocidade. A carreira profissional em campeonatos começou em 1996, quando ele disputou o primeiro mundial com uma Aprilia. 

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

E assim ele foi até 1999, sendo que conseguiu 2 mundiais, sendo de 125 cc e 250 cc. Já no ano de 2000 ele foi de moto Honda e ficou por lá até 2003. Nesse tempo, levou 3 mundiais, sendo de 500 cc e 2 de MotoGP. A partir de 2004 até 2010 esteve na Yamaha, em vários times.

Nesse período, ele ganhou 4 mundiais de MotoGP. Depois, em 2011 foi para a Ducati Team e ficou até 2012, sem títulos. Então, em 2013 voltou para a Yamaha, no Factory Racing. Mas também não conseguiu títulos, sendo que ficou em 2º lugar durante 3 temporadas. 

9 – Grande Prêmio da África do Sul (2004)

A gente não poderia começar de um jeito diferente. O ano de 2004 foi o mais marcante para Rossi dentro do time da Yamaha. O motivo? Foi a primeira vitória, o que significou também o “ponto alto” da carreira no Mundial de Motovelocidade, como ele mesmo disse. 

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

A corrida aconteceu em 18 de abril. E durante uma recente entrevista, ele lembra como foi aquele momento mágico na vida dele: “Eu deixei a Honda, que era uma moto realmente superior a todas outras e fui para a Yamaha, que estava no pior momento”. 

Apesar da vitória de Rossi, a Honda dominou as posições mais alta, se posicionando da 2ª até a 5ª posição. A Yamaha só foi pontuar a partir de Norick Abe, na 9ª posição.

8 – Grande Prêmio da Alemanha (2005)

Nesse ano, que foi antes dele ir para a Ducati e foi quando ele conseguiu levar 4 títulos da MotoGP para a Yamaha, Rossi conseguiu igualar a marca de 76 vitórias em todas as categorias de motovelocidade com o astro Mike Hailwood.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Ao comemorar o título, ele segurou uma placa que tinha os escritos “76 Rossi 76 Hailwood, I’M Sorry, Mike”, algo como “me desculpe, Mike”. Uma curiosidade é que Rossi foi o único da Yamaha nas primeiras posições da corrida.

Depois, entre a 2ª e a 5ª posição só deu Honda, inclusive, com o brasileiro Alex Barros. Enquanto que Colin Edwards, da Yamaha, ficou na 8ª posição.

7 – Grande Prêmio da Holanda (2007)

Essa história de Rossi é incrível justamente porque ela é contínua. Como assim? Calma que a gente vai explicar isso. Tudo começou em 2001, no GP da Inglaterra. Depois, foi no GP da Alemanha, em 2006. Por fim, no GP da Holanda, em 2007.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Mas o que aconteceu nessas datas? Ele conseguiu uma vitória esplêndida ao sair da 11ª posição na largada ou ser o pior na grelha de partida. Ou seja, foi um caminho de muitas ultrapassagens em uma única corrida.

Isso deu a ele o título de “o único a vencer 3 corridas depois de um início tão ruim na largada”. 

6 – Grande Prêmio da França (2008)

No Grande Prêmio da França, ele conseguiu igualar ao número de vitórias de Angel Nieto. Inclusive, Nieto estava na plateia, vestindo uma camiseta especial que parabenizava o Rossi. Depois, ele ainda montou na moto do Rossi, que ficou como passageiro.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

A bandeira que ele carrega estava escrito “90 + 90”. A corrida foi a 5ª do Mundial de Moto GP daquele ano e aconteceu entre 16 e 18 de maio no Bugatti Circuit. Apesar de o espanhol Dani Pedrosa ter sido o pole position, quem ficou no pódio foi Jorge Lorenzo e Colin Edwards.

Além do Rossi, que ocupou o lugar mais alto, Pedrosa ficou apenas na 4ª posição. Dessa forma, todos do pódio eram da equipe da Yamaha.

5 – Grande Prêmio da Holanda (2009)

No ano de 2009, Rossi se juntou ao clube de fãs para comemorar a vitória de número 100. Lá, ele abriu um mega pôster com uma foto de cada uma das 100 vitórias dele. “Vou lembrar da centésima vitória pelo resto da minha vida”. 

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Ele ainda chegou a comentar, na época, que não poderia ter acontecido o feito em lugar mais oportuno, já que Assen é vista como uma catedral do motociclismo. “É o circuito mais histórico em que corremos”, ele lembrou. 

Inclusive, o pai de Rossi, Graziano, também venceu lá há 3 décadas. Naquele dia, ele comemorava também o seu 23º aniversário da estreia no Mundial de Motovelocidade. Depois disso, se tornou o “Senhor dos Recordes”. 

4 – Grande Prêmio da Holanda (2013)

Essa corrida foi marcante para Rossi porque um motivo: ele estava sem vencer na MotoGP desde outubro de 2010, quando ganhou o GP da Malásia. Além do mais, essa foi a vitória de número 80 da categoria Mundial de Motovelocidade.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, o enredo foi bastante interessante se a gente considerar que ele largou na 4ª posição e deixou para trás rivais como Dani Pedrosa e Marc Márquez. Assim, na 1ª posição desde a sexta volta, ele conseguiu vencer com pouco mais de 2 segundos de vantagem

Na ocasião, o Cal Crutchlow, também da Yamaha, conseguiu ocupar o 3º lugar no pódio. “É uma das maiores vitórias da minha carreira porque foi uma das que eu mais esperei, depois de tanto tempo. Estou feliz porque venci uma corrida de verdade”, ele disse. 

3 – Grande Prêmio da Holanda (2017)

Você pode achar estranho essa corrida estar listada aqui, mas a gente tem uma explicação: foi a última vitória de Valentino Rossi no MotoGP. Na época, ele ainda culpou a Yamaha, que também não estava vencendo muitas corridas.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Chegou a falar até mesmo em sorte ou falta dela. Mas jamais deixou de lado a vontade de continuar trabalhando para conquistar novos títulos, ainda que isso não tenha acontecido desde então.

2 – Grande Prêmio da Espanha (2020)

Esse dia também foi louco. Ainda mais para a Yamaha que, após 5 anos, conseguiu voltar a dominar o pódio de uma corrida de MotoGP. Infelizmente, o Rossi já não está na sua melhor fase e nós sabemos disso, ainda assim conseguiu uma 3ª posição incrível.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Todos os motociclistas competem com a YZF-R1M. A última vez que essa façanha tinha acontecido foi no GP da Austrália, em 2004, quando o Rossi ficou na 1ª posição, deixando os outros lugares do pódio para os companheiros Jorge Lorenzo e Bradley Smith. 

Abaixo, você vai entender um pouco mais da importância do piloto Fabio Quartararo nessa história toda do Rossi e a saída da Yamaha. Mas, para contextualizar, considere que ele venceu essa corrida aqui, da Espanha. 

1 – Grande Prêmio de Portugal (2020)

Essa foi a última corrida de Valentino Rossi pela Yamaha. A corrida também marcou o fim da temporada de 2020. O vencedor foi Miguel Oliveira, que venceu com folga pela segunda vez naquela temporada. Inclusive, ele é um português.

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Por outro lado, o italiano Rossi ficou apenas na 12ª posição. Bem atrás dos seus companheiros de equipe: Franco Morbidelli (Itália) e Maverick Vinales (Espanha). 

E vale lembrar que essa corrida de moto foi remarcada algumas vezes. Mas, após o suspense, a Federação Internacional de Motociclismo anunciou a última etapa do ano para 22 de novembro. Tudo isso foi devido à pandemia do novo coronavírus. 

A saída de Rossi da Yamaha

Rossi nunca deixou de ser grato à Yamaha. No entanto, sempre soube que o momento não era bom. Assim, já dava indícios que o ano de 2020 marcaria o seu fim no MotoGP ou, pelo menos, na Yamaha. O que a Yamaha fez sabendo disso?

Os 9 melhores momentos de Valentino Rossi na Yamaha Factory Racing
Foto: (reprodução/internet)

Contratou o Quartararo para o time principal a partir de 2021. Assim, ele vai formar dupla com o Maverick. Logo, deixou Rossi livre para decidir que rumo tomaria. Mas, devido à pandemia, muita coisa mudou, inclusive, na vida dos motociclistas. 

Assim, isolado em casa, Rossi ficou limitado a treinos físicos e aproveitou o momento para negociar com a SRT Petronas. O restante da história você já sabe porque contamos lá no início do conteúdo: Rossi vai correr pela Petronas a partir das próximas corridas. 

Rossi com Covid

Inclusive, no fim de 2020 Rossi testou positivo para a Covid-19, e chegou a dizer que ficou bastante preocupado com a situação. Isso porque em outubro ele havia sido diagnosticado e perdeu a corrida de Aragão. Mais tarde, em um novo teste, ele testou positivo, de novo.

A explicação é que o teste deu como “inconclusivo”. De todo modo, Rossi chegou a desabafar para a imprensa ao dizer que “É um longo pesadelo. Estou cansado, é normal”.