Conheça os 22 jogadores de futebol já eleitos os melhores pela FIFA

O prêmio nem sempre carregou o mesmo nome, porém, ser eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA continua sendo motivo de orgulho para os craques de todo o mundo, independente da nomenclatura adotada. Por mais que não pareça, muita gente já conseguiu levar a premiação para casa.

Os nomes de Messi e Cristiano Ronaldo são os que mais aparecem na mídia, já que os astros dominaram a premiação nos últimos anos, no entanto, será que foram eles os maiores vencedores de fato? Fique aqui para conferir o rank completo dos jogadores que já tiveram essa honra.

Foto: (reprodução/internet)

22 – Lothar Matthäus (Alemanha)

Lothar Matthäus é um dos melhores jogadores da história de seu país, e é, até hoje, o único alemão a já ter vencido o prêmio de melhor do mundo pela FIFA, levando o troféu para casa no ano de 1991, enquanto defendia a Internazionale.

Foto: (reprodução/internet)

No entanto, Matthäus conquistou esse posto também por conta de sua atuação pela seleção da Alemanha Oriental, que o jogador comandou para conquistar a Copa de 1990.  O craque foi o melhor jogador europeu do mesmo ano.

O jogador, além de chamar bastante atenção por suas atuações dentro de campo, também ganhava muito espaço nos jornais por sempre dar entrevistas ásperas, se envolvendo em várias polêmicas no decorrer de sua carreira.

21 – Marco van Basten (Holanda)

Van Basten foi um dos melhores zagueiros da história do futebol holandês, e mesmo jogando em uma posição pouco habitual para ser premiado, ostentou o posto de melhor jogador do mundo em 1992, ano em que deixou Stoichkov para trás.

Foto: (reprodução/internet)

O zagueiro tinha muita classe dentro de campo, e não se limitava a ficar apenas no campo de defesa. Foi assim que conseguiu se destacar no Ajax, um dos dois times em que defendeu durante sua carreira.

No entanto, foi no Milan que van Basten alcançou seu auge, sendo eleito o melhor jogador do mundo. Hoje, ainda não abandonou o futebol, mas atua fora dos gramados, sendo auxiliar da equipe do AZ Alkmaar, da Holanda.

20 – Fabio Cannavaro (Itália)

Fabio Cannavaro foi o último zagueiro a vencer o prêmio de melhor jogador do mundo. O xerife venceu a premiação em 2006, ano em que foi um dos grandes responsáveis por conquistar a Copa do Mundo com a seleção italiana.

Foto: (reprodução/internet)

O jogador fez uma Copa impecável, além de ter se destacado também por suas atuações pela Juventus. No entanto, ainda no mesmo ano, se transferiu para o Real Madrid, após descobrirem um esquema de manipulação de resultados envolvendo a equipe italiana.

O zagueiro de fato merecia o prêmio, porém, muitos alegaram que ele acabou sendo eleito o melhor do mundo pelo fato de que Zidane havia agredido Materazzi na final da Copa, o que acabou custando o posto para o craque francês.

19 – Kaká (Brasil)

Um dos grandes ídolos da história recente do Milan, Kaká foi o último brasileiro a conseguir levar o prêmio de melhor do mundo da FIFA para casa, vencendo a edição de 2008 do torneio. O craque conseguiu vencer Cristiano Ronaldo e Messi na disputa.

Foto: (reprodução/internet)

Kaká, desde muito jovem, sempre foi chamado para a seleção brasileira, o que fez com que se tornasse, rapidamente, alvo dos grandes gigantes europeus. Porém, quando ainda atuava pelo São Paulo, o craque conseguiu vencer a Copa do Mundo de 2002 com o Brasil.

No Milan teve o auge de sua trajetória, conquistando a Champions League e outros troféus importantes. Depois disso, não conseguiu muito sucesso nos clubes em que passou, pois sempre conviveu com lesões que o atrapalhavam dentro de campo.

18 – Roberto Baggio (Itália)

Roberto Baggio foi um dos melhores, se não o melhor, jogador da história da Itália. O craque venceu o prêmio de melhor jogador do mundo em 1993, quase conseguindo levar o troféu para casa novamente em outras ocasiões.

Foto: (reprodução/internet)

Jogou nos três maiores clubes da Itália: Milan, Internazionale e Juventus. E por mais incrível que pareça, o astro conseguiu se tornar ídolo em todos eles, apesar de ter conseguido maior destaque enquanto defendia as cores da Vecchia Signora.

Teve uma carreira cheia de glórias, porém, acabou ficando marcado por ter perdido um pênalti na final da Copa de 1994, vencida pelo Brasil de Romário. No entanto, isso não apaga tudo o que Baggio já havia feito dentro de campo.

17 – George Weah (Libéria)

Único jogador africano a entrar na lista, George Weah foi eleito o melhor jogador do mundo em 1995, após desbancar ninguém menos que Paolo Maldini. O atacante é um dos maiores de sua geração, e marcou época enquanto defendia o Milan.

Foto: (reprodução/internet)

Também passou por diversas equipes importantes ao redor do mundo, como Paris Saint-Germain, Monaco e Chelsea, além de também ter tido várias atuações de destaque pela seleção de seu país.

George, após encerrar sua carreira no meio futebolístico, resolveu se envolver com a política. É o atual presidente da Libéria, tendo sido eleito em 2017 para o cargo. O craque também vem sendo elogiado por sua atuação no meio político.

16 – Rivaldo (Brasil)

Apesar de ter conseguido vencer o prêmio em 1999, é consenso que Rivaldo não recebeu todo o reconhecimento que merecia durante sua carreira. O craque é um dos jogadores mais geniais da história do futebol, e empilhou taças em sua longa trajetória.

Foto: (reprodução/internet)

Jogou em algumas das equipes mais importantes do mundo, como Barcelona, Milan, São Paulo, Palmeiras e Cruzeiro. Além disso, também teve atuação destacada pela seleção brasileira, principalmente na Copa do Mundo de 2002.

Muitos consideram que Rivaldo foi o melhor jogador da Copa em 2002, apesar da maioria dos créditos ser dado para Ronaldo Fenômeno. Nunca contou com grande destaque na mídia, mas sempre vai ficar gravado na memória dos fãs de futebol.

15 – Luís Figo (Portugal)

Figo, até pouco tempo atrás, poderia até mesmo ser considerado o melhor jogador português da história, apesar do posto hoje pertencer a Cristiano Ronaldo. Luís, inclusive, é o grande ídolo do atual jogador da Juventus. Por isso, CR7 usa o número 7 na camisa.

Foto: (reprodução/internet)

O craque português foi eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA em 2001, e não voltou a vencer o prêmio novamente. Mas nem precisava, pois com uma carreira cheia de vitórias, todos já sabiam o valor de Figo dentro de campo.

Luís já jogou pelos rivais Real Madrid e Barcelona, além de ter passagem por outros clubes importantes do futebol, como Inter de Milão e Sporting. Também marcou época por Portugal, sendo o segundo jogador que mais vestiu a camisa da seleção de seu país.

14 – Romário (Brasil)

O baixinho é um dos melhores jogadores da história do futebol. Mesmo não tendo grande estatura, isso não impediu o jogador de se destacar dentro de campo, principalmente em 1994, quando venceu o prêmio de melhor da FIFA, deixando Stoichkov para trás.

Foto: (reprodução/internet)

Após ser o grande responsável por tornar o Brasil campeão da Copa do Mundo de 1994, o rei da pequena área conseguiu o tão merecido prêmio, que poderia ter vindo no ano anterior, em decisão ainda questionável que rendeu o troféu para Roberto Baggio.

A verdade é que o baixinho, por mais que só tenha sido eleito uma vez o melhor jogador do mundo pela FIFA, é um dos maiores da história do futebol, sendo inigualável dentro da área, contando com um faro de gols jamais visto semelhante.

13 – Megan Rapinoe (Estados Unidos)

Megan Rapinoe é uma das melhores jogadoras do mundo atualmente, sendo bastante importante também na luta por direitos iguais entre mulheres e homens no mundo futebolístico. A estrela venceu o prêmio da FIFA em 2019.

Foto: (reprodução/internet)

A estadunidense venceu a premiação após ajudar sua seleção a levar a Copa do Mundo de 2019 para casa, sendo o grande destaque da competição. Rapinoe marcou nada menos do que 6 gols no torneio, além de dar 3 assistências.

No entanto, se engana quem acha que a grande craque da seleção norte-americana só tem glórias atuais na carreira. Ela já venceu as Olimpíadas, além da Algarve Cup, CONCACAF, Copa de 2015, isso sem citar todas as conquistas pelos clubes em que passou.

12 – Lieke Martens (Holanda)

A holandesa Lieke Martens é uma das melhores jogadoras de futebol da história da Holanda, além de também ter conseguido muita fama por defender o Barcelona, equipe em que se encontra até os dias atuais.

Foto: (reprodução/internet)

A meia-atacante foi eleita a melhor do mundo pela FIFA em 2017, desbancando Carli Lloyd pelo prêmio. Sua atuação no Barcelona foi de muita ajuda na conquista, porém, foi a Eurocopa que realmente lhe fez receber o destaque que merecia.

Martens foi a principal jogadora da Holanda na Eurocopa de 2017, competição que o país conseguiu conquistar pela primeira vez, sendo o título mais importante da história, até o momento, já vencido pela seleção.

11 – Carli Lloyd (Estados Unidos)

Carli Lloyd é uma das jogadoras mais importantes da história do futebol feminino, tendo muito destaque por conta de sua atuação na seleção dos Estados Unidos. A craque foi eleita a melhor do mundo em 2016, desbancando Marta e Melanie Behringer.

Foto: (reprodução/internet)

Não voltou a vencer o prêmio novamente, mas bateu na trave em 2017, ano em que perdeu para a holandesa Lieke Martens. A meia é a jogadora da posição com mais gols pela seleção de seu país, além de também ostentar outras marcas importantes.

Venceu a Copa do Mundo em 2015, sendo um dos pilares da equipe. Além disso, também conseguiu se destacar nas Olimpíadas, tendo vencido o torneio duas vezes, uma em cima do Brasil e outra do Japão, marcando gols nas finais em ambas as ocasiões. 

10 – Luka Modric (Croácia)

Muitos criticam a decisão da FIFA em 2018, mas a verdade é que os feitos de Luka Modric no ano em questão foram de deixar qualquer um com inveja. O melhor jogador da história da Croácia foi o melhor jogador do mundo após uma temporada mágica na Europa e na Copa.

Foto: (reprodução/internet)

O craque, venceu o prêmio em 2018, após conquistar a Champions League com o Real Madrid, sendo o principal articulador do time em campo, além de também ter sido o grande líder da Croácia na Copa, levando a equipe até a final.

O meia, no mesmo ano, foi eleito o melhor jogador da UEFA, da Copa, ganhou o prêmio Ballon d’Or, além de ter levado também o da FIFA para casa. Foi o único jogador na história a ter conquistado tal feito.

9 – Robert Lewandowski (Polônia)

Um dos melhores jogadores de sua geração, Robert Lewandowski enfim conseguiu entrar na lista. Depois de anos sequer sendo mencionado entre os melhores, o craque polonês conseguiu vencer a edição mais recente do prêmio, em 2020.

Foto: (reprodução/internet)

O centroavante é um dos melhores do mundo há algum tempo, e teve o reconhecimento merecido após ser o grande líder do Bayern de Munique na campanha histórica na temporada 2019-20. O time alemão venceu tudo o que disputou.

Com um faro de gol invejável, o atacante também marcou época no Borussia Dortmund, onde chamou a atenção do mundo após atuação de gala contra o Real Madrid na Champions League. Tem grandes chances de levar mais prêmios para a casa em um futuro próximo.

8 – Mia Hamm (Estados Unidos)

Você pode achar estranho um nome americano estar aqui, mas saiba que o país tem sim seus destaques. Tanto é que a Mia foi eleita a melhor do mundo pela FIFA em 2 ocasiões: 2001 e 2002. É a jogadora norte-americana com mais troféus de melhor do mundo. 

Foto: (reprodução/internet)

Aposentada desde 2004 pela seleção norte-americana e desde 2003 pelo Washington Freedom, ela tem 2 medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, sendo em 1996 (Atlanta) e 2004 (Atenas), além da prata em Sidney, no ano de 2000.

Apesar de ter sido eleita a melhor do mundo mais vezes do que as outras jogadoras dos Estados Unidos que já apareceram na lista, muitos já indicam que Mia Hamm vai ser ultrapassada por Rapinoe em um futuro próximo.

7 – Ronaldinho Gaúcho (Brasil)

Ronaldinho Gaúcho é sempre um nome lembrado dentro do futebol. Apesar do envolvimento em várias polêmicas, o craque sempre foi genial dentro de campo, e por isso, acabou conquistando o prêmio de melhor da FIFA duas vezes.

Foto: (reprodução/internet)

E isso aconteceu em dois anos seguidos: 2004 e 2005. No primeiro título, ele venceu nomes consagrados no futebol, como do francês Thierry Henry e do ucraniano Andriy Shevchenko. No ano seguinte, venceu Frank Lampard e Samuel Eto’o na disputa pelo prêmio.

O atacante brasileiro jogou por algumas das principais equipes do mundo, tendo maior destaque durante o período em que ficou no Barcelona. Além disso, também venceu a Copa do Mundo com a seleção brasileira, em 2002.

6 – Zinédine Zidane (França)

Zidane é, simplesmente, um dos melhores jogadores da história do futebol mundial. O francês foi eleito por 3 vezes como o melhor jogador do mundo (1998, 2000 e 2003). Além de ter aparecido em 6 ocasiões diferentes como finalista. 

Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, com 48 anos, Zidane é treinador do Real Madrid, clube em que jogou durante a maior parte da vida. Enquanto jogador, além do clube espanhol, também marcou época por Cannes, Bordeaux e Juventus.

Encerrou a carreira de atleta em 2006, tanto pelos clubes, como pela seleção francesa. Começou a atuar como treinador em 2013, no Real Castilla, sendo promovido logo em seguida para a equipe principal, onde venceu a Champions League 3 vezes seguidas.

5 – Birgit Prinz (Alemanha)

Esse nome pode não ser tão comum para você, mas sempre que se fala em futebol feminino, o nome de Birgit aparece. Afinal, a craque já foi eleita três vezes a melhor do mundo, levando o prêmio para casa em 2003, 2004 e 2005.

Foto: (reprodução/internet)

Atualmente está aposentada, tendo se retirado dos campos em 2011. A centroavante começou a carreira em 1992 pelo FSV Frankfurt. Depois jogou no FFC e na Carolina Courage, sempre alternando entre Alemanha e Estados Unidos. 

Tem 3 bronzes em Olimpíadas, conquistados em 2000, 2004 e 2008. Também pela seleção alemã, ela venceu a Copa do Mundo Feminino em 2003 e 2007, além da Eurocopa nos anos de 1995, 1997, 2001, 2005 e 2009. Foi artilheira da Copa de 2003, com 7 gols.

4 – Ronaldo Fenômeno (Brasil)

Seria impossível fazer essa lista sem o Fenômeno. Ele, assim como o Zizou, citado anteriormente, também já foi eleito, em três ocasiões diferentes, como o melhor jogador do mundo pela FIFA. Os prêmios vieram em 1996, 1997 e 2002.

Foto: (reprodução/internet)

Ronaldo é tido hoje como um dos atletas mais talentosos e carismáticos da história do Brasil. Além disso, sua carreira é marcada por superações, pois o craque sempre teve que conviver com as lesões durante seu trajeto, porém, o astro sempre superou os obstáculos.

Atualmente, com 44 anos, Ronaldinho é palestrante e investidor no mundo do futebol. Chegou a ganhar um bronze nos Jogos Olímpicos (1996) e encerrou a carreira no Corinthians (2011). Vai ter seu nome marcado na história para sempre.

3 – Cristiano Ronaldo (Portugal)

Assim como Messi, Cristiano Ronaldo participa das finais do prêmio desde 2007. Inclusive, no ano seguinte já venceu o prêmio. Além de 2008, ele foi o melhor do mundo em 2013, 2014, 2016 e 2017, tendo a honra de ser eleito o melhor de todos 5 vezes.

Foto: (reprodução/internet)

Você já deve conhecer essa figura, que é um grande exemplo do futebol moderno. Cristiano tem 35 anos e jogou em vários clubes importantes. A carreira começou em 2001 pelo Sporting, de Portugal, mas ele só chamou atenção de fato quando foi para o Manchester United, da Inglaterra. 

Depois, jogou por quase 1 década inteira no Real Madrid, até ser contratado pelo Juventus, da Itália. É considerado o maior goleador da seleção portuguesa, com 102 tentos em 170 jogos, Além disso, também carrega o posto de maior artilheiro da história da Champions League.

2 – Marta (Brasil)

Jamais poderíamos deixar de incluir aqui a nossa melhor jogadora de futebol de todos os tempos: Marta. O primeiro prêmio dela aconteceu em 2006, depois em 2007, 2008, 2009, 2010 e 2018. Sendo assim, são 6 títulos para a brasileira.

Foto: (reprodução/internet)

Sua carreira é extremamente vitoriosa, e teve início ainda em 2000, quando começou a atuar pelo Vasco da Gama. Também teve passagem pelo Santa Cruz, e foi para o Umea, da Suécia, quando era jovem. Lembrando que, apesar de não ser referência masculina, o futebol feminino sueco é muito forte.

Ainda jogou pelo Los Angeles, Santos, FC Gold Pride, New York Flash, Tyreso, Rosengard e atualmente está atuando pelo Orlando Pride.Pelo Brasil, tem 2 ouros em Pan-Americano e 2 pratas em Olimpíadas, ainda almejando o sonho do ouro.

1 – Lionel Messi (Argentina)

De fato, não poderíamos deixar o melhor dos melhores do mundo de fora, certo? Vamos lá, porque as contas do Messi se dividem entre os vários nomes que o prêmio já teve. Lionel levou o título de melhor do mundo em: 2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019. Total de 6 títulos.

Foto: (reprodução/internet)

Ou seja, ele é hexacampeão. Desde 2009 para cá, o craque argentino foi quem mais venceu o prêmio de melhor do mundo organizado pela FIFA. Com 33 anos, e em atividade, Messi está desde 2003 no Barcelona, da Espanha, além de já ter vencido uma Olimpíada pela Argentina.

A sua primeira indicação foi em 2007, junto de Kaká e Cristiano Ronaldo. Após isso, ele esteve em todas as finais das edições do prêmio, exceto em 2018. No ano em questão, a disputa se deu entre Luka Modric (Croácia), Cristiano Ronaldo (Portugal) e Mohamed Salah (Egito).

Os jogadores que vencerão no futuro

Apesar de ainda ser muito cedo para se fazer previsões, ainda mais por Messi e Cristiano Ronaldo ainda estarem na ativa, é bem provável que o prêmio de melhor jogador do mundo pela FIFA, nos próximos anos, vá parar nas mãos de Mbappé ou Haaland.

No entanto, se engana quem não tem brasileiro na corrida. Apesar de ainda ser muito criticado por conta de seu comportamento fora de campo, Neymar tem grandes chances de levar o prêmio para casa nos próximos anos, caso não sofra com as lesões.