13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer

Alguns atletas já afirmaram que gostam de jogar pôquer para relaxar. Outros se dizem ser viciados nas partidas de casino. Há aqueles que se aposentaram a passaram a dedicar a vida a isso. Aqui, você vai ver 13 histórias de esportistas que praticam os jogos de azar.

Ah, só um detalhe: nós fomos bem genéricos ao definir o que é um jogo de azar. Sabemos que há vários modelos, tipos, formatos. Inclusive, alguns nem são considerados jogos de azar e sim esportes. Mas, incluímos todo jogo de cartas ou jogo de cassino como jogo de azar para facilitar a nossa organização, ok?

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

13 – Maurren Maggi (Atletismo)

A gente vai começar com a Maurren por vários motivos. Sim, ela está aposentada das pistas de corrida. No entanto, foi um dos nomes mais importantes do Brasil nesse tipo de competição. Além do mais, se tornou política e com bastante fama.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Agora, o que pouca gente sabe sobre ela é que é uma “adoradora” do pôquer. Para se ter uma ideia disso, ela participou do Desafio das Estrelas da BSOP Millions. Ela chegou a dizer que conheceu o jogo de cartas há mais de 10 anos através de Ronaldo, o Fenômeno.

“Comecei a jogar com o Ronaldo e o Paulo André. Depois, continuei brincando com os amigos. Então, fui convidada pela PokerStars.”, contou a atleta que até venceu o evento de 2019.

12 – Murilo (Vôlei)

Sabe o Murilo, do vôlei brasileiro? Ele é um dos nomes de atletas que usa o pôquer para relaxar. O assunto saiu na mídia lá em 2012, quando ele, Rodrigão e Giovanni anunciaram essa prática. Mas, garantiram que é só por “hobbie”.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Mais tarde, Murilo até se interessou para participar do Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes, no Holiday Inn, em São Paulo (SP).

11 – Phil Mickelson (Golfe)

Para quem acompanha o noticiário norte-americano não há dúvidas de que o Phil é um jogador de pôquer e de outras apostas esportivas. Por exemplo, ele chegou a ser noticiado ao ter pago um valor de US$ 1,9 milhão em dívidas para William Billy Walters, de Las Vegas.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

O documento que saiu na imprensa dizia que “os registros mostram que em julho de 2012, Mickelson tinha uma dúvida com William, o réu, relacionada a jogos de azar”.

Por outro lado, vale lembrar que ele é um dos principais nomes do golfe no mundo, sendo que acumulou mais de US$ 82 milhões durante os 25 anos de carreira no PGA Tour. Foram 25 vitórias em turnês e só não foi o número 1 do mundo porque foi bloqueado por Tiger Woods. 

10 – Tiger Woods (Golfe)

Aliás, o Tiger Woods também é um amante do pôquer. E tanto é que tem várias fotografias dele apostando, que foram divulgadas na internet de forma recente, como em 2019. Aliás, uma das manchetes foi: “Woods perde confronto de pôquer para astro da NBA, Westbrook”.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Ele foi 15 vezes campeão do Tiger Jam em Las Vegas. E usa os eventos, em várias vezes, para angariar fundos para entidades carentes. O dinheiro vai para a TGR Foundation, focada em áreas educacionais.

Tiger Woods é considerado o número 1 do ranking, sendo que se profissionalizou em 1996. Na vida pessoal, ele foi casado com a modelo sueca Elin Nordegren e o último namoro foi com a esquiadora americana Lindsey Vonn.

9 – Michael Phelps (Natação)

Também não é raro encontrar imagens de Michael Phelps jogando pôquer. E quem o conhece ainda diz: “ele tem muito talento, estuda o pôquer sempre que pode e tem tudo para ser um dos melhores do mundo”, como foi divulgado na ESPN.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Aliás, existe até um site que cita o Phelps em um ranking de pôquer. E diz que ele está em 201.844 no ranking global de pôquer, ficando em 1.699 na lista de Massachusetts, nos Estados Unidos. Em 2013, ele saiu na imprensa com o título “Phelps mergulha no pôquer”. 

Isso porque naquele ano ele apareceu apostando no World Series of Poker, em Las Vegas. E ele já tinha jogado na PokerStars Caribbean Adventure, de 2012.

8 – Thiago Camilo (Automobilismo)

Nos últimos anos, não foi nada difícil encontrar manchetes como essa na internet: “Thiago Camilo brilha no pôquer e está entre os melhores do país”. O nome dele é familiar no automobilismo porque ele é um dos principais destaques da Stock Car.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, além das pistas, ele também corre nos esportes da mente, como o pôquer tem sido chamado nos últimos anos. Ele esteve entre os melhores paulistas de 2020 e continua na célebre lista desse novo ano.

Ficou em primeiro, por exemplo, no US$ 109 Battle Royale do PokerStars. O torneio teve 300 inscritos e durou 8 horas. Na disputa final, ele venceu um canadense. O resultado, somente desse torneio, foi um prêmio de US$ 5.676.

7 – Mario Balotelli (Futebol)

A história do astro do futebol é bem polêmica em termos de jogos de cartas. O Super Mário, como é chamado, é um italiano que faz muito sucesso dentro de campo. Porém, nunca esquentou a paixão que tem pelo casino.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Em 2011, por exemplo, ele chegou a ganhar mais de R$ 100 mil em uma noite de roleta em Manchester. 

6 – Neymar Jr.

Outro craque do futebol que adora o pôquer é o brasileiro Neymar Jr. Inclusive, ele se tornou o mais novo embaixador da PokerStars, uma plataforma online de jogos. Ele será responsável por entregar brindes, por exemplo. Entre eles, alguns de edição ilimitada. 

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

O melhor resultado dele com as apostas veio em 2018, com o Hot US$ 55, onde ele desembolsou US$ 189 e foi eliminado na 35ª posição. Depois, ficou em 14º lugar no melhor resultado do MTT Online.

No mesmo ano, ele ficou entre os 10 melhores do torneio do BSOP São Paulo.

5 – Charles Barkley (Basquete)

Ele não joga mais basquete. A sua aposentadoria foi em 2000. Mas, Charles nunca negou que gostava do pôquer. Com 2 ouros em Jogos Olímpicos e outro em Copa América, após a aposentadoria ele se dedicou muito mais ao mundo dos jogos de azar.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Já participou de vários eventos públicos, inclusive, alguns com fins colaborativos para entidades de caridade, como no WSOP de 2008 e 2009. Nas quadras, foi marcante no Phoenix Suns e no Houston Rockets.

Fora das quadras, já chegou a dizer que perdeu US$ 10 milhões durante uma sessão de blackjack que durou 6 horas. 

4 – Michael Jordan (Basquete)

Também aposentado das quadras e também amante do pôquer, nós temos ninguém menos do que o Jordan. Ele é considerado o maior jogador de basquete de todos os tempos, especialmente com a camisa do Chicago Bulls.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

O que nem todo mundo sabe é que ele acumulou, mesmo durante a vida de esportista, algumas dívidas de milhões no blackjack. Aliás, há muitos boatos de que nas Olimpíadas de 1992, ele estava mais entusiasmado com o pôquer do que com o basquete.

De todo modo, agora que está aposentado e é um empreendedor de sucesso em várias áreas, Jordan não faz muita questão de esconder o seu “vício” pelas cartas.

3 – Ronaldo, Fenômeno (Futebol)

E já que á para falar sobre jogador aposentado, não dá para esquecer do Ronaldo, que, assim como Neymar, é outro nome importante da PokerStars. Inclusive, ele é um empresário do meio esportivo, que sempre foi visto com as cartas na mão, literalmente.

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Em 2015, no entanto, foi que ele se tornou mais famoso ao conseguir um ótimo prêmio nas Bahamas, no Caribe, com uma 26ª posição no Main Event, da PokerStars Caribbean Adventure. Haviam mais de 800 jogadores e ele faturou mais do que R$ 100 mil. 

2 – Alex Rodriguez (Beisebol)

Segue na lista dos “jogadores aposentados” que “amam o pôquer”. O famoso A-Rod foi um dos principais nomes da Liga Principal de Beisebol dos Estados Unidos. Porém, é uma daquelas histórias que se perde nos vícios e nas drogas. 

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Ele é viciado nos jogos underground de pôquer high-stakes, ou seja, de altas apostas. Além de Las Vegas, costuma jogar muito em Nova Iorque e Los Angeles. A participação dele, que foi investigada pela Liga, foi vista inicialmente em 2007.

1 –  Gerard Piqué (Futebol)

Ele é um dos principais nomes do European Poker Tour, especialmente, quando o evento chega até Barcelona, na Espanha. O craque, que é casado com Shakira, também mostra muito da sua vida no casino na internet. Ele tem ótimos desempenhos na mesa, inclusive. 

13 esportistas que assumiram ser viciados em jogos de azar, como o pôquer
Foto: (reprodução/internet)

Conforme a imprensa, ele chegou a somar algo como SU$ 275 mil em prêmios. O maior deles foi em 2017, quando recebeu o nome de PokerStars Championship Barcelona e ficou em 5º lugar no High Roller, com 129 mil euros na conta.

Ele também chegou nas finais do 6-Max em 2011 e Hyper em 2016.

Outros esportistas que também jogam casino

Alguns atletas acabam sendo menos midiáticos, isto é, aparecem menos na imprensa. No entanto, isso não quer dizer que eles não gostem de pôquer, roleta ou outros jogos. Bons exemplos são de Arturo Vidal e Cristiano Ronaldo, ambos do futebol. 

A lista ainda passa por aqueles atletas que já não são tão conhecidos no esporte, apesar de que foram ícones nas suas melhores fases, como Allen Iverson (Basquete), Wayne Rooney (Futebol), David Beckham (Futebol) e Teddy Sheringham (Futebol).