OVERTRAINING – Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente

Overtraining é uma expressão usada quando a ideia é falar sobre o excesso de treinos – mas, nem sempre sobre treinos excessivos, ok? Ou seja, é comum que algumas pessoas queiram ter resultados rápidos e acabam treinando muito mais do que o corpo está acostumado. 

Isso vale para a prática de qualquer esporte, das corridas até o crossfti passando pelos aeróbicos e até mesmo a musculação em academia ou mesmo em casa. A fim de trazer um tipo de informação que pouca gente tem acesso, vamos falar dos sintomas do overtraining.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

1 – Insônia

A verdade é que o contrário seja o mais comum: ao começar a treinar, liberar hormônios e ter o cansaço físico, geralmente, as pessoas começam a dormir melhor. Porém, quando estamos falando sobre treinar demais, saiba que o ter dificuldades para dormir pode acontecer.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Assim, dentro desses casos, é comum que a pessoa fique revirando de um lado para o outro na cama, acordando cedo demais ou demorando demais para dormir. Se isso está acontecendo com você, saiba que um dos motivos pode ser a rotina exagerada dos treinos. 

Isso porque o treino excessivo pode interferir no que é chamado pelos médicos de ciclo biológico. E o resultado é mesmo esse problema para dormir de forma amis profundas, entre outros. 

2 – Batimentos Cardíacos

Outro ponto que merece a sua atenção tem a ver com os batimentos cardíacos, que parecem estar inconstantes. Assim, isso é um sinal de alerta para aquela pessoa que começou a treinar e percebe uma frequência cardíaca mais elevada mesmo quando está em repouso.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Ou seja, ter essa elevação dos batimentos é comum durante os treinos. Mas, em repouso, o que se espera é que os batimentos desacelerem. Aqui, a expressão mais usada pelos especialistas é a de Variabilidade da Frequência Cardíaca

Nessa situação, o mais comum é que a frequência cardíaca diminua muito, ficando abaixo dos 60 batimentos por minuto. Se você está passando por isso, pare agora mesmo e procure um médico. É possível que ele lhe dê alguns dias de descanso.

3 – Fadiga Intensa

Não estamos falando sobre aquele cansaço que é normal após o treino, ok? A ideia da fadiga intensa acontece quando esse cansaço se torna persistente mesmo após você ter uma boa noite de sono. A fadiga é um sinal de alarme para quando há um treinamento em excesso.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque há uma linha que acontece de forma natural nesses casos: a pessoa começa a treinar muito até ao ponto de perder rendimentos. Isso diminui a disposição dela. E a fadiga intensa aparece como um alarme que vem das razões psicológicas e fisiológicas. 

Não é comum saber quando se está fadigado demais. Porém, um bom começo é notar se há mudança de humor, além do aumento do nível de ansiedade, de depressão, de apatia, de falta de motivação, de irritabilidade, de relaxamento, etc. 

4 – Muita Fome

Sentir fome após o treino é normal. Ainda mais para quem ainda não adaptou totalmente a rotina de treinos com a alimentação. Porém, ficar sentindo fome de maneira sequencial e todos os dias pode ser outro sinal de treino em excesso. 

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque o indicativo pode estar em uma perca excessiva de calorias – o que é sim bom para quem quer emagrecer. No entanto, isso exige um cuidado porque quando há essa perca grande calorias de uma só vez não dá tempo de o corpo se adaptar tão rapidamente.

Consequentemente, isso pode causar problemas como desmaios, por exemplo. Sendo assim, você pode buscar uma dieta com mais carboidratos, mesmo de que de forma controlada, ou diminuir um pouco a intensidade e a regularidade dos treinos como soluções. 

5 – Pernas Pesadas

Nesse caso, saiba que é mais comum que aconteça em quem pratica algum tipo de atividade física especifica, como é o caso da corrida ou do ciclismo. Mas, pode acontecer com todo mundo, de um modo geral, também. 

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Imagine que você treinou na segunda-feira. Então, é comum que as suas pernas estejam um pouco doloridas e que isso vá diminuindo até na quarta-feira. O que não é comum é que você sinta as pernas pesadas por mais do que 1 semana, entendido?

Se isso acontecer, você já sabe: é hora daquele descanso importante na sua vida e na sua rotina de treinos, né. Agora, isso também pode ter a ver com possíveis lesões, ainda mais se você não se atentar ao fato a tempo. Vamos falar das lesões mais abaixo. 

6 – Lesões Constantes

Sejam as lesões mais graves ou as pequenas inflamações. Saiba que se elas estão constantes demais, esse pode ser um sinal do seu corpo para os cuidados com os treinos em excesso na sua rotina diária. É claro que sentir dor após o treino é normal, mas cuidado.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Cuidado porque o overtraining pode combater as barreiras do sistema imunológico e isso aumenta a chance de resfriados, tosses, inflamações. Já na parte muscular, também estamos falando de lesões, que podem atingir ossos e tendões. 

Essa é uma consequência do estímulo repetitivo e sem o tempo necessário para se ter o processo reparador e de descanso do corpo. Os exemplos mais comuns são de fraturas por estresse, condromalácia, tendinopatia, dores nas virilhas e púbis, etc. 

7 – Falta de Descanso

Esse pode não ser assim um sintoma dos mais graves. E também não é dos mais fáceis de serem identificados. Mas, considere que em algum momento da sua vida, se estiver treinando demais, você vai sentir falta de ter um dia inteiro de descanso – ao menos, dos treinos.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Se isso acontecer, pare agora mesmo. Saiba que essa informação pode mudar de pessoa para pessoa e de atleta para atleta, mas no mínimo é preciso ter um dia inteiro de descanso entre os treinos. Ou seja, para quem está começando e pegando firme: 24 horas sem treinamento.

E mesmo que você pense que vai treinar menos ou treinar leve. O ideal, conforme médicos, é que você tenha um dia todo na boa mesmo, sem atividade física com os treinos. Isso é importante para que o corpo consiga se recuperar e você evite uma boa parte dos itens acima.

8 – Recuperação Lenta

Essa dica é muito valiosa porque é muito raro de que o próprio atleta note. Por isso, atualmente, se recomenda tanto o treino a partir de um instrutor ou personal. Ele vai conseguir, com mais facilidade, identificar se você está demorando mais para se recuperar.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Isso vale para uma recuperação no treino mesmo ou até mesmo entre os dias de treinamento. No começo, é comum que um dia de descanso por semana seja indicado para que você recupera todas as suas energias para a próxima semana. Mas, no overtraining, não.

Logo, esse excesso de treino pode fazer com que a sua recuperação fique mais lenta e até mesmo menos completa do que o que seria considerado normal. E isso traz riscos para a sua saúde – e também pode ocasionar lesões. 

9 – Perda de Motivação

Esse é um tópico clássico porque é justamente o que faz com que as pessoas tenham o que é chamado de efeito-sanfona. É comum a situação da virada do ano, onde as pessoas prometem um milhão de coisas, inclusive, a começar a treinar sério.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

E ela se dedica tanto a isso que acaba treinando todos os dias e de forma intensa. O problema é que o overtraining também pode causar a perda de motivação repentina. É como se, de repente, ela acordasse e não quisesse nunca mais treinar na vida dela, sabe?

Isso explica porque faz tanto sentido o que os médicos recomendam, sobre começar aos poucos, de forma gradual. Além de ajudar o corpo a entender o que está acontecendo, você também evita mais um sintoma do overtraining. 

10 – Dores de Cabeça

Outro clássico que temos aqui. Inclusive, esse tópico podia estar lá no começo, de tão comum que ele é. As dores de cabeça são comuns quando se treina de forma muito intensa, muito excessiva e ainda mais para quem nunca esteve habituado a isso.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

O problema maior é que como a dor de cabeça pode ter várias causas, a pessoa começa a procurar tais motivos. Ela pensa que é a falta de café, pensa que é porque dormiu muito ou que é por conta do queijo que comeu ontem, etc. 

Mas, saiba que o treinamento físico faz com que tenhamos muitas sinapses e ligações no cérebro. Portanto, uma mudança repentina de rotina, o que acelera também o metabolismo e a corrente sanguínea, pode alterar sim o corpo e isso gera desconforto, como dores de cabeça.

11 – Tremor

O tremor ou a queda da capacidade da reação motora são menos comuns, mas podem acontecer. E também podem indicar o excesso de treinos, independentemente de quais eles sejam. Por isso, vale a atenção.

OVERTRAINING - Conheça os 11 sintomas mais comuns ao começar a treinar diariamente
Foto: (reprodução/internet)

Saiba que ter tremores após o treino não é normal. O normal é você sentir algum cansaço, alguma dor muscular e esse tipo de coisa. Já tremores ou até mesmo a falta de coordenação motora pode ser um sintoma negativo e indica que está treinando além do o corpo permite.

Portanto, apesar de estar aqui no fim do texto, é um dos sintomas que exigem mais atenção. 

O que pode ser comum após os treinos

E só para concluir uma coisa importante, saiba que apesar desses sintomas serem comuns ao overtraining, considere que se você está começando a treinar agora e está pegando firme, considere que há sintomas que são comuns, especialmente, por conta da mudança da rotina.

Assim sendo, é natural que se tenha dores musculares, por exemplo, já que há o micro rompimento das fibras musculares. O cansaço após uma sessão de exercício físico também é comum de acontecer (só fique atento à fadiga intensa, como falamos acima).