Presidente do Bayern denunciado por ter perdido o interesse “por uma Bundesliga atraente”

O órgão da liga alemã de futebol deve anunciar se manterá seu modelo de distribuição de TV ou se mudará para algo semelhante à Premier League.

O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, foi acusado de perder o interesse “em uma Bundesliga atraente” por um membro importante de uma força-tarefa criada pelo órgão da liga alemã para avaliar uma forma mais justa de distribuir o jogos na TV entre os clubes da Bundesliga.

O atual sistema de distribuição das receitas da Bundesliga TV significa que o clube que terminar em 18º na primeira divisão alemã receberá apenas a metade do que o time que terminar em primeiro. Na segunda-feira, o órgão da liga alemã (DFL) anunciará seu novo modelo de distribuição para os próximos quatro anos.

Foto: reprodução/ internet.

Críticas quanto às novas medidas

No entanto, Cem Ozdemir criticou o técnico do Bayern por mostrar pouco interesse em redistribuir a riqueza gerada com o futebol alemão de maneira mais justa.

“Vários clubes fizeram uma proposta para uma realocação do dinheiro da televisão. A reação violenta de Karl-Heinz Rummenigge a isso significa, a meu ver, que ele perdeu o interesse por uma Bundesliga atraente”, disse o jogador de 54 anos em entrevista ao Kicker. “Acho isso lamentável.”

A acusação surge depois de um artigo sobre a redistribuição do dinheiro da TV ter sido proposto por Arminia Bielefeld, Mainz 05 e Stuttgart, juntamente com o apoio de Augsburg, em outubro. Ainda assim, em uma reunião dos 18 clubes da Bundesliga, juntamente com o Hamburgo, da 2ª Bundesliga, para discutir o assunto, Rummenigge nem se deu ao trabalho de aparecer.

“Ninguém pediu a introdução do socialismo no futebol”, acrescentou Ozdemir. “Mas que o primeiro colocado no futuro receba no máximo o dobro do 18º colocado. E o dinheiro da Liga dos Campeões não está incluído. Na Premier League, onde mais se ganha com a TV, aliás, a relação já está muito mais equilibrada hoje.”

“E: o fortalecimento do trabalho com jovens, por exemplo, também beneficia os bávaros quando penso em quantas vezes as pessoas em Munique se beneficiaram de um bom treinamento em Stuttgart, por exemplo”, concluiu o jogador.

Veja também: FIFA aprova introdução de licença-maternidade de 14 semanas no futebol feminino

Traduzido e adaptado por equipe Esporte Certo

Fonte: Sky Sports