Descubra quais são as 5 novas modalidades das olimpíadas 2020

Esse ano é ano de Olimpíadas e elas serão realizadas em um país muito admirado por muitas pessoas, o Japão. O evento está indo para sua 32º edição e terá início em 24 de julho, com término programado para 9 de agosto de 2020.

Muitos atletas sonham em participar dessa competição pelo simples fato de ser uma das mais importantes do mundo. A novidade é que esse ano serão 6 modalidades que entrarão nas Olimpíadas pela primeira vez. A vantagem irá contemplar diversos atletas que praticam alguns desses esportes e não podiam participar das Olimpíadas.

Um dos objetivos do Comitê Olímpico Internacional é englobar alguns esportes que são populares no Japão como o karatê, por exemplo. Como brasileiros, torcemos para que os nossos atletas se destaquem nessas modalidades, certo?

olimpiadas 2020
Foto: (reprodução/internet)

Saiba mais sobre os 5 esportes vão aparecer nas Olimpíadas pela primeira vez e conheça alguns dos brasileiros que tem a possibilidade de se destacar. 

Karatê 

O karatê chegou no Brasil graças ao imigrantes japoneses. Há relatos da prática do esporte aqui desde 1908 em São Paulo. Em 1956, organizou-se a primeira academia especializada em Karatê no Brasil.

Desde então, ele ganhou diversos adeptos e é uma das lutas mais procuradas por quem gosta de manter uma rotina de atividades físicas ou deseja se especializar. Nós vamos falar aqui sobre alguns dos atletas de karatê que são promessa para as Olimpíadas do Japão em 2020. 

– Douglas Brose 

Ele já participa de grandes eventos de karatê há mais de 10 anos e acumula 4 medalhas mundiais, dentre elas duas de ouro. Muitos o consideram um dos maiores karatecas brasileiros de todos os tempos, então a torcida será grande. 

Foto: (reprodução/internet)

– Valéria Kumazaki

Ela é medalhista no Pan acumulando diversas medalhas no campeonato. Começou a praticar o karatê aos 16 anos e hoje, aos 34, quer que as Olimpíadas de Tóquio seja um marco em sua carreira. 

Baseball

Antes mesmo da cerimônia de abertura das Olimpíadas, já começa a competição feminina de baseball, que será em 22 de julho. Esse esporte esteve nas Olimpíadas de Barcelona em 1992 e em Pequim em 2008, retornando ao campeonato agora em 2020. O Brasil não está classificado para o baseball nas Olimpíadas de Tóquio 2020. 

Skate

Os especialistas afirmam que um dos motivos para o Comitê Olímpico Internacional incluir o skate como um esporte olímpico, é que eles querem rejuvenescer a competição. O bom é que o Brasil se destaca como um dos favoritos para a competição. Nós vamos destacar aqui dois atletas dessa modalidade.  

– Pedro Barros

É um atleta promissor, aos 15 anos já estava entre os melhores do mundo. O catarinense tem duas pratas e um ouro nos três campeonatos mundiais da modalidade. Com certeza ele é um importante nome para as Olimpíadas.

Foto: (reprodução/internet)

– Pâmela Rosa

Ela tem apenas 20 anos e é muito talentosa, sendo uma das maiores promessas do Brasil dentro do skate. Aos 15 anos, Pâmela foi a atleta mais jovem a subir no pódio da X-Games e coleciona algumas medalhas desde então. 

Surfe

O surfe vai estar nas Olimpíadas pela primeira vez e contará com 20 atletas homens e 20 mulheres. As disputas vão acontecer em uma praia a 40 minutos de Tóquio e nós vamos mencionar aqui, dois atletas da modalidade.

– Gabriel Medina

Não precisamos falar muito desse atleta, certo? Ele é o primeiro brasileiro a ganhar um campeonato mundial de surfe e promete ser destaque nas Olimpíadas. Sobre a sua preparação para esse ano ele declarou: “Vou me dedicar a mais do que tenho feito nos últimos anos”. Vamos aguardar o resultado!

Foto: (reprodução/internet)

– Tatiana Weston

Aos 23 anos Tatiana está sendo cotada a se transformar em uma das maiores surfistas do mundo. A gaúcha, criada no Havaí, é determinada e destemida e promete grandes resultados para o Brasil em Pequim. 

Escalada

Poucas pessoas sabem que a escalada é um esporte organizado e agora, além disso, é um esporte olímpico. A escalada não entrará de maneira definitiva, trata-se de um programa especial para Pequim. O brasileiro destaque dessa modalidade é o César Grosso

Nota de atualização: as Olimpíadas não aconteceram no ano de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. Com isso, o evento foi adiado para julho e agosto de 2021.